Administração
+55 41 3420 3526

Comercial
+55 41 3420 3515

Fiscal
+55 41 3420 3561

Operacional
+55 41 3420 3583

RH
+55 41 3420 3577

Siscomex
+55 41 3420 3528

O campeonato reuniu a elite do esporte nacional e foi aprovado pelos membros das principais entidades que representam o surf no Brasil

Foi definido neste domingo (15), na Praia de Fora, na Ilha do Mel, o campeão da 14ª etapa do Circuito Brasileiro de Surf. O paranaense, Péricles Dimitri aproveitou as melhores ondas e foi o grande vencedor do Cattalini Apresenta: Eco Ilha Surf Pro 2019. Além dele, o paranaense, Jihad Khodr e os surfistas Igor Morais, de São Paulo, e Dunga Neto, do Ceará, também subiram ao pódio.

“Tivemos uma estrutura muito boa para o público e para os atletas. A ação de limpeza da praia também foi essencial, porque mostra nossa preocupação com o meio ambiente. Fiquei muito feliz com o resultado alcançado”, disse Péricles Dimitri. Até o final do ano ele deverá participar de duas etapas da liga profissional de surf WQS (World Men's Qualifying Series), nos estados da Bahia e do RJ.

O campeonato reuniu a elite do esporte nacional e foi aprovado pelos representantes das principais entidades que representam o surf no Brasil, entre elas a Associação Brasileira de Surf Profissional (Abrasp). Pedro Falcão, gestor da Abrasp, destacou que o Paraná vem se tornando uma importante etapa do circuito brasileiro, graças ao apoio que o esporte vem recebendo.

“As pessoas estão confiando nos eventos realizados no litoral do Paraná e os atletas sabem que aqui vão encontrar boas ondas, com ótimo receptivo. Acredito ser muito importante essa parceria com a Cattalini Terminais Marítimos, porque é uma empresa que entende que o nosso conceito vai além do esporte e agrega valores sociais e ambientais aos jovens. Torcemos para que ano que vem estejamos novamente aqui”, declarou.

Apoio

Promovido pela Associação de Surf de Paranaguá (Aspar), o campeonato teve a supervisão da Abrasp e da Federação Paranaense de Surf (FPS) e contou com o apoio da Cattalini Terminais Marítimos, da Prefeitura de Paranaguá e da Paraná Turismo.

“O sucesso do evento aconteceu graças à união de todos: poder público, iniciativa privada e os surfistas. Agradecemos a Aspar e à Prefeitura porque, juntos, conseguimos realizar esse campeonato e, ao mesmo tempo, incentivar o esporte e a conscientização ambiental”, destacou o gerente da Cattalini, Fábio Martins Jorge.

O prefeito de Paranaguá, Marcelo Roque, frisou a importância de eventos, realizados fora da temporada de verão. “Acreditamos que iniciativas como essa são importantes para fomentar o turismo e o comércio local e incentivamos que novas parcerias sejam feitas para valorizarmos ainda mais o nosso litoral”, salientou.

Estrutura

O Eco Ilha Surf Pro 2019 reuniu atletas de nove estados brasileiros e concedeu 3 mil pontos no ranking nacional, com a distribuição de R$ 30 mil, a maior premiação já oferecido no Paraná na categoria masculina.

O vice-presidente da Federação Catarinense de Surf (Fecasurf), Jordão Bailo Júnior, destacou a organização e a estrutura oferecida no evento. “Fiquei chocado porque não esperava tamanha qualidade na produção oferecida tanto para o público quanto para os atletas e árbitros . Tudo muito bem planejado e a competição apresentou um nível alto entre os atletas”, avaliou.

O árbitro Balu Schroeder disse que atuar na Ilha do Mel foi gratificante. “O Eco Ilha reuniu os melhores surfistas do Brasil e a estrutura foi muito boa em todos os aspectos. Acredito que a ação ambiental, promovida pelos voluntários da Cattalini, também foi um diferencial para o campeonato”, avaliou Schroeder, que é técnico da seleção brasileira de surf sub-16 e técnico da seleção catarinense de surf sub-18.

Assessoria de Comunicação
imprensa@cattaliniterminais.com.br